Notícias

NOTA DE REPÚDIO SOBRE O PLANTÃO 12X36 APLICADO PELA PAGUE MENOS

29/11/2019

78816889_1218959911632954_4990064201889218560_n

Em relação ao plantão 12x36, que está sendo Praticado pela rede Pague Menos aos farmacêuticos no interior Estado e previsto para iniciar dia 01/12 também na RMR, o Sinfarpe declara seu repúdio a esta prática e adianta que a diretoria está tomando as medidas judiciais cabíveis para impedir a prática desta jornada, uma vez que não está prevista em nenhuma das Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) negociadas entre a entidade sindical e o patronato dos diversos segmentos que contratam farmacêuticos em Pernambuco.

O Sinfarpe reitera sua indignação ao que vem acontecendo nos últimos meses, principalmente pelo número de denúncias contabilizadas pelo sindicato, relativas a CR's liberadas com essa carga horária abusiva. Vale ressaltar que em momento algum a empresa procurou a entidade sindical para discutir essa mudança, que tantos transtornos vem causando à vida do trabalhador farmacêutico.

Causa "estranheza" ao Sinfarpe que o Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) emita certidões com essa jornada laboral sem ao menos consultar o sindicato sobre a existência de norma coletiva que autorize tal prática.

Logo que as denúncias se iniciaram, a presidente do sindicato,Veridiana Ribeiro, entrou em contato com a presidente​ do CRF-PE, Giselda Lemos, a qual lhe informou que nenhuma denúncia ou entrada de CR com esta carga horária foram registradas no Conselho.

No entanto, os plantões 12x36 estão sendo adotados pela Pague Menos sem qualquer respeito aos profissionais, comprometendo outros vínculos empregatícios dos farmacêuticos e agindo em desacordo com o previsto na CCT e legislação pertinente, já que segundo as novas regras trabalhistas, o negociado deve prevalecer sobre o legislado.

O Jurídico do Sinfarpe está atuando para judicializar a rede e o sindicato não medirá esforços no sentido de tentar impedir a adoção de uma carga horária que desconsidera as normas coletivas da categoria.
O sindicato também espera que a nova diretoria que assumirá o CRF atue para combater essa prática absurda, já que a atual gestão parece não comprometida com os farmacêuticos no Estado.

Diretoria Sinfarpe​


Veja outras publicações