9º Congresso da Fenafar Veridiana Ribeiro debate sobre ofensiva contra direitos trabalhistas e desafios do movimento sindical

 

 

Realizado de 02 a 04 deste mês, em Aracruz, no Espírito Santo, o 9º Congresso da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar) abordou temas pertinentes para a classe farmacêutica e discutiu problematizações provocadas pela reforma na CLT, que estão atingido trabalhadores de todo o país e em todas as profissões. ‘A ofensiva contra os direitos trabalhistas e os desafios do movimento sindical’ foi um dos temas de destaque no evento e contou com a presidente do Sinfarpe e segunda vice-presidente da Federação, Veridiana Ribeiro, como problematizadora. O sindicato pernambucano teve participação efetiva em todo o Congresso.

 

Em sua explanação, ela destacou pontos fundamentais para a valorização profissional e a participação da base movimento sindical. “Precisamos ir para o estado e dar uma resposta para a categoria que quer saber dos aumentos do salário, não podemos desconsiderar das questões corporativas. O grande objetivo não é pregar para convertidos, nós precisamos nos organizar politicamente para que, onde a gente possa levar temas para além da corporação a gente leve, mas tem outros colegas que só querem saber até os temas estritamente corporativos e temos que respeitar esse colega". E reforçou: "temos que enfrentar essa agenda que não é só contra o farmacêutico, é contra todos os trabalhadores. Mas a nossa luta tem que ser corporativa. É impossível a gente fugir da agenda corporativista. Também acho que teremos condição de revogar essa reforma. Outubro é o momento para isso”.

 

O debate problematizado pela presidente do Sinfarpe contou ainda com a participação do economista Thomaz Jensen, técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e o petroleiro e presidente em exercício da CTB, Divanilton Pereira. O técnico do Dieese também trouxe um breve panorâmica da profissão farmacêutica, com dados que mostram que do total de 126.160 farmacêuticos do país 88.900 são mulheres, que a remuneração média é de cerca de R$ 3.900,00 e a que a categoria é constituída por um grande contingente de jovens - 25,2% entre 25 e 29 anos e 43,8% entre 30 e 39 anos. Tomaz Jansen ainda lembrou que do total desses 126.160 profissionais, 56 mil foram demitidos nos últimos 18 meses, ou seja, mas de um terço dos profissionais. E pior, os que foram admitidos nesse período, foram contratados com salários 4% menores que os que perderam seus empregos.

 

Sindicato é pra lutar. Nenhum direito a menos!

 

Redação Sinfarpe com informações da Fenafar

free joomla templatesjoomla templates
Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco - Sinfarpe
Rua Dom Manoel da Costa, 146- Recife/PE Cep 50710-380 - Tel.: (81) 3228-8797