Hoje é sexta, 24 de setembro de 2021    |    Recife / PE    |    Horário de Funcionamento: segunda a sexta das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00

Notícias

Sinfarpe e CRF-PE discutem pauta de farmacêuticos com a deputada federal Marília Arraes

17/06/2021

201421519_1674077336121207_4219899741692257555_n

Nesta segunda-feira, 14, o presidente do Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco (SINFARPE), Holdack Velôso, participou no Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) de uma reunião com a deputada federal, Marília Arraes, para tratar de pautas relacionadas à classe farmacêutica. As discussões foram conduzidas pela vice-presidente do Conselho, Aexalgina Tavares.

Também estiveram presentes a conselheira fiscal do sindicato, conselheira regional do CRF-PE e membro do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Veridiana Ribeiro, e o conselheiro regional, Rafael Guerra, além do advogado do sindicato, Josenildo Araújo. No encontro, promovido pelo CRF, foram destacados os seguintes pontos:

1 - Projeto de Lei nº 5.363 de 2020, de autoria do Deputado Felício Laterça (PSL) e relator Deputado Delegado Antônio Furtado (PSL);
2 - Projeto de Lei de N• 1896/2021, do Deputado Federal Darci de Mattos, de Santa Catarina, que visa alterar a Lei nº 5.991/73;
3 - Projeto de Lei 1559/2021, de autoria do deputado federal André Abdon (PP-AP), propõe ajuste sobre o piso salarial do farmacêutico em âmbito nacional;
4 - Debate sobre a importância da atuação do profissional farmacêutico.

A deputada Marília Arraes exaltou que as ações e pautas relacionadas à valorização da classe farmacêutica são fundamentais para o fortalecimento da categoria e que os profissionais precisam ser ouvidos. Para o presidente do SINFARPE, a reunião foi produtiva e agregou forças à luta das entidades que representam a categoria no Estado.

"Ao lados das grandes guerreiras, Aexalgina Tavares e Veridiana Ribeiro, nomes de referência no movimento sindical em Pernambuco, pudemos discutir com Marília Arraes muitos pontos que preocupam os farmacêuticos em jovem estadual e nacional, pautas que incluem a profissão da Farmácia e o trabalhador farmacêutico, como a proposta do Farmacêutico Remoto e mais uma tentativa de venda de medicamentos em supermercados. Enfatizei a necessidade de um trabalho de conscientização da Farmácia tendo como função principal vender saúde e, quando necessário, dispensar medicamentos. E dei ênfase também ao volume de trabalhadores farmacêuticos que perderiam seus trabalhos, diante da ganância e falta de compromisso, dos proprietários de farmácias, com a Lei 13021 de 2014.

#ALutaContinua
#ALutaÉTodoDia
#JustiçaJuntos

SINFARPE com informações do CRF-PE


Veja outras publicações